terça-feira, janeiro 24, 2006

Amantes não Amados...



Ele tinha formação militar e estava a tirar um curso na mesma universidade que ela.
Entre as amigas ela havia comentado que ele tinha uma voz incrivelmente sexy...
Ele também lhe achava piada, pelo seu sorriso malicioso, pelo ar brincalhão e pela sensualidade que transmitia...
Nos intervalos trocavam picardias um com o outro, até que um dia ele agarrou-lhe as mãos e deu-lhe um beijo inocente na cara.
-Então! Que foi isso?-perguntou.
-Isto foi para não te dar um beijo na boca. Quando é que aceitas tomar um café comigo?
(...)
Daí então a cumplicidade foi crescendo entre os dois. Ele queria namorar com ela, mas ela gostava de outra pessoa embora estivesse disposta a conhecê-lo melhor.
- Aceito que sejas meu amante mas só durante 6 meses.
-Quê? Tu deves ser doida, pões prazo de validade nas pessoas?
- Não é uma questão de pôr prazo! Acho que muitas pessoas acabam por ficar juntas por hábito e não por Amor! Eu não estou apaixonada por ti mas quem sabe isso ainda acontece! Se daqui por 6 meses não me tiver apaixonado o melhor é cada um seguir o seu caminho! Eu não gosto de enganar ninguém...
Apesar de surpreendido ele acabou por aceitar o desafio de a conquistar em 6 meses....
(...)
Saíam da Universidade e íam até à beira mar. Ele estacionava o carro num sitio cujo o lampião da rua se encontrava fundido. A escuridão da noite e o brilho da lua sobre o mar tornavam a atmosfera extremamente romântica... Ela adorava essas coisas... e ele sabia disso...
E ali ficavam abraçados a ouvir o "Oceano Pacifico" numa atmosfera lânguida, trocando beijos e carinhos.
As únicas testemunhas eram os outros carros também ali estacionados de vidros embaciados, com os ocupantes provavelmente a fazer o mesmo.... ou algo mais...
No carro tinha a certeza que as coisas não enveredavam por caminhos que ela não queria... e isso fazia sentir-se segura.
Ele queria muito mais, mas não se atrevia a exigir nada com medo de a perder. Sabia que enquanto não lhe conquistasse o coração ela nunca seria sua.
Ela divertia-se a provoca-lo e a desafiar a sua autoridade. Chamava-lhe "Tropa", "Senhor Comandante" e fazia-lhe continência! Atiçava-o ... deixava-o louco... apenas para lhe testar os limites da paciência...
-Não precisas testar o meu amor por ti... Sabes bem que te adoro...

Ela apesar de não estar apaixonada por ele andava encantada...
Não há nada que faça uma mulher sentir-se tão bela como os olhos de um homem apaixonado. E ele fazia sentir-se assim.
Á meia- noite em ponto deixava-a em casa e despedia-se dela já cheio de saudade.
- A Cinderela está entregue, até amanhã princesa!
(...)

Um dia depois de a deixar em casa mandou-lhe uma sms " Nunca deixes de ser a mulher encantadora por quem me apaixonei. Sinto que já não sei viver sem ti..."
Ela ficou aflita com a mensagem, o tempo estava a passar e ela continuava apaixonada por outra pessoa apesar de gostar da companhia dele.
Acima de tudo sentia-se carente e o amor dele preenchia o imenso vazio que ocupava o seu coração.

O tempo passou rápido... 6 meses depois ela despediu-se dele...
No ínicio ficou destroçado, mas algum tempo depois percebeu que era o melhor para ele e ficaram amigos...

E ainda hoje o são...

E é a ele que dedico o post de hoje!

Beijinhos doces da vossa amante...

PS- Nova música de fundo Delta Goodrem com "Not me not I" i...

8 comentários:

Lord of Erewhon disse...

Estou mesmo a ver as discotecas de merda que frequentas no Porto!

AS disse...

Querida Loirinha, há amizades que se tornam muito importantes na nossa vida...

Beijossss

KIM PRISU disse...

bom dia em cor

salseira disse...

coitado...

eu queria que ele conseguisse... :S

Anónimo disse...

Pois é!
Com este foi assim, mas veio um dia um certo amante que passados os 6 meses acabou por ficar e quem sofreu dessa vez foste tu.
:)Mereces bem melhor!

Vivian disse...

Pois, um homem gosta de uma mulher que gosta de outro homem, que por sua vez gosta de outra mulher a por aí adiante...é a história da vida de muitas pessoas...infelizmente!

Dv8i disse...

mt forte esse texto :(... se é pessoal nao kero saber... apenas que por vexes sofremos muito. proncipalmente quando na vida trasformamos grandes amizades em amores impossiveis, quando amamos e por momentos deixamos de amar.. quando tentamos fazer o bem e quando damos por ela so fixemos merda... enfim.... so sei k ja fix sofrer mt boa gente :( mas no fim fui o que mais sofri... ciclo vicioso? talvex...

beijos

Anónimo disse...

Umas vezes trocamos outras somos trocados!
É a lei da vida!
Pedro