segunda-feira, novembro 05, 2007



Agarrou no que sentia, juntou com o que vivera e pegou no telefone. Procurou o número dela apressadamente e carregou para fazer a chamada, estava tão nervoso que só pensava que não seria capaz.
Do outro lado uma voz doce e mimada murmurou um "Oi!" ternurento e antes que mais palavras saíssem, disse-lhe um "Amo-te muito loirinha" e desligou...
Foi a maneira mais pura de lhe dizer o que sentia... Ficou parado segundos que pareceram horas, tremendo, transpirando por ter dito aquelas duas palavras à pessoa que amava, quando o telefone tocou... era ela.

Atendeu com um "desculpa" e do outro lado escutou novamente a mesma voz mimada "eu também" dito com a doçura de quem está tremendamente apaixonada. Não foi uma jura, mas foi um momento sentido nos corações de cada um dos dois e que mostrou que o amor vence tudo...
Terá sido isto um sonho ou aconteceu de verdade?

3 comentários:

Anónimo disse...

Only you know!

Daniel Aladiah disse...

Querida Loirinha
Aposto que já aconteceu mais de uma vez :) Contudo, não aconteceu ainda o telefonema definitivo... até porque o teu número não vem na lista :)
Um beijo
Daniel

Miguel disse...

Verdade!!!
:)
Amo-te bebé