quinta-feira, abril 03, 2008

«Como masturbar-se? Como ser masturbada? Que brinquedos sexuais podem dar mais prazer? Quais as zonas mais erógenas no corpo de uma mulher? Sabia que a estimulação clitoriana com os dedos é fundamental mesmo durante a penetração? Sabia que o orgasmo vaginal é um mito? Como comunicar intimamente? Que truques podemos usar para que a penetração nos dê mais prazer? Como pode o sexo oral ser importante numa relação? Como nos devemos proteger? Como podemos ter prazer ao longo da vida? Um guia da sexualidade feminina, escrito de forma directa e clara, que fala sobre as várias etapas da vida de uma mulher - das transformações da puberdade, passando pela gravidez, a maternidade, a menopausa, até à terceira idade.»

"Viver o Sexo com Prazer" o novo livro de Marta Crawford.






O orgasmo feminino é importante, mas não é essencial.

Apesar disso, não é este o entendimento social de uma relação sexual completa, plena, satisfatória.

Parte-se do princípio de que uma história com princípio, meio e sem fim, é uma história que não acaba bem, sem final feliz.

Para muitas mulheres a ocorrência de relação sexual sem orgasmo é pacífica. Para outras nem tanto. As primeiras vivem-na com grande compreensão dos motivos, e sem angústias pessoais de maior. As segundas questionam-se, questionadas pelos seus parceiros e parceiras. Ambas terão em muitas circunstâncias de fazer uma defesa consistente da sua reputação sexual perante o/a companheiro(a), explicar que dali não vem mal ao mundo, pois aquela ‘versão anormal’ não tem complicação nenhuma…

Acredito que a sombra do 'orgasmo omnipresente' é em alguns casos uma verdadeira assombração, fazendo sofrer homens e mulheres pela sua suposta necessidade legitimadora.Em grande medida, o cinema contribui para reforçar este sentimento de prepotência do orgasmo, pela fórmula simplista, redutora e irreal como apresenta maioritariamente o prazer feminino: homem, mulher, desejo, excitação, orgasmo, e já agora simultâneo, porque isso sim é a prova de que o amor é coincidente, concomitante, sincrónico e até um bocadinho perfeito.



O mais engraçado é só cerca de 30% das mulheres tem realmente orgasmos. Destas 90% só o consegue atingir por estimulação através dos dedos ou através de sexo oral...

Anda para aí muito homem enganadinho... anda anda hehehehe....

O melhor é mesmo lerem o livro....ou oferecerem-no ao vosso companheiro/a.



PIOR DO QUE NÃO SABER FAZER...É NÃO QUERER APRENDER...

ehehehehehehe



Como diz a autora do livro: "Não há mulheres frigidas, há é homens imcompetentes"... só alguns felizmente...hehehehehehe



Não há paraíso na terra, não senhora!

2 comentários:

Cátia disse...

Ai ai loirinha se os homens sonhassem o que realmente a gente pensa da performance sexual deles acredito que se matavam.
Já li o livro da Marta está muito show. Recomendo a todos.
Continua com o teu blog adoro ler-te.
Cátia

Anónimo disse...

Encarar o sexo como barra colorida de todo uma troca de conhecimentos que transformam o duplo em uno. Porque afinal, sempre em sintonia, é que se consegue vibrar por muito que os condicionalismos da Natureza possam dizer o contrário.
Na hora, na data, os ponteiros batem na senda destinada, em prol da paragem do tempo e do espaço, perenizando os momentos especiais em tons encadeantes.

Excalibur